Eu adoro sanduíche. Acho uma forma fantasticamente simples de juntarmos tudo o que gostamos entre duas fatias de pão e saciarmos a fome e gula numa mordida só.
Numa dessas manhãs, que acordo cedo pra ir a Good Music, enquanto tomava um café, fiquei zapeando pela tv e dei de cara com a Oprah. Estacionei ali, por alguns minutos. Logo, ela começou a descrever o quadro que viria: era uma competição entre 3 chefs e seus pupilos para ver qual faria o melhor sanduíche.
Sanduíche, ou melhor, “Sandwich”, até onde sei, provém do nome de um lorde inglês, o próprio Lord Sandwich, que tinha o hábito de caçar. Seu mordomo, atento às vontades de seu patrão que não gostava de ficar com as mãos engorduradas após as refeições durante as caçadas, tratou de colocar os habituais nacos de carne entre pedaços de pão. Surgiu o Sandwich, nosso popular sanduíche.
Mas voltando à Oprah: lá estavam os 3 chefs montando espetaculosas porções de comida, na forma de sanduíche. Achei fabuloso! Pena que apenas 1 dos 3 fez uma opção vegetariana. De toda forma, acho que o sanduíche é um relegado e isso é injusto!
Eu não estou comparando um sanduíche feito em casa com ingredientes de qualidade personalizados com as porções exatas, ao gosto de quem faz, com aquelas porcarias fritas entupidas de óleo saturado vendidos nos fast foods da vida. Não! Estou falando apenas daqueles deliciosos mata-fomes que fazemos com o que sobrou na geladeira ou os outros, planejados, feitos depois de uma ida especial ao super apenas pra comprar a rúcula que faltava! Ah, que beleza!
Enfim, adoro sanduíche. E vocês?
Alguém tem alguma dica boa aí? Nhact!
Bjs,
nei