Vozes Solitárias

As vozes solitárias são as vozes que inovam o mundo. As vozes coletivas, não.
Cada voz solitária traz consigo características indissociáveis à personalidade que a possui. As vozes solitárias trazem a angústia do incerto; as coletivas, a ignorância da falta de ousadia. Não têm valores diferentes, apenas essências diferentes.
A constatação de que é impossível obter qualquer mudança inovadora a partir de uma voz coletiva joga a atenção àquela que tem a singularidade capaz de tornar coletiva uma voz solitária, implantando, assim, uma mudança profunda da percepção – antes restrita a uma única pessoa – coletiva.
Mas qualquer mudança inovadora que surge de uma voz solitária só será verdadeira se em algum momento a mensagem dessa voz ecoar no coletivo – possível paradoxo. Aí, sim, se tornará efetiva a inovação e seguiremos nossa evolução enquanto espécie. Caso não encontre eco, terá sido um grito no vazio da multidão, sem valor – sem ninguém para ouvir.
Bjs,
nvs